Publicado por Boselli / cronicas/poesias/reflexões em Quarta-feira, 24 de abril de 2019
Meu Diário
06/04/2016 22h19
COMPRANDO CERVEJA

 O mercadinho aqui perto de casa está com um monte de marcas de cervejas importadas,além das nacionais.Hoje,fiquei um bom tempo em pé,de frente para a gondola,analisando cada uma das marcas.Me chamou a atenção o nome das cervejas.O pessoal tá caprichando na imanginação.
Eu gosto da que desce redondo ( menos mal,não machuca a garganta).Pensei em experimentar a
Proibida,mas o nome compromete,lembra algo pecaminoso.Depois...vai que eu bebo a Proibida e fico Devassa ? Pensou?
Adoro a
Coronita ( é do meu tamanho) mas não desprezo uma Miller ( sou chegada num gringo branquelo)
Tinh
a também produção artesanal ( virou moda ).Gordelícia me chamou atenção,pelo nome e pela gordinha sensual que tem no rótulo.Até meu ex falecido,virou nome de cerveja no R G do Sul : DADO Bier.Pra quem gostava de beber,a homenagem foi justa.

Dá até história : eu bebo a Proibida e me transformo em uma Gordelícia Devassa.Aí...me entrego á Bohemia.Depois vou pro México, e tomo varias Coronitas,que fazem bem para as coronarias do meu cansado coração. De quebra dou uma passadinha nos States,e me torno teúda e manteúda do Senhor Miller,que vai colocar uma coroa Gold na minha cabeça.
Misericórdia...aí vamos ter uma filhinha de nome
Stella e seremos felizes para sempre morando em Therezópolis.
                     
  THE END
                                                                                                Maat / 2016
 


Publicado por Maria da Penha Boselli em 06/04/2016 às 22h19
Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.