Meu Diário
05/12/2015 21h49
BRASIL 2015


MOBILIZAÇÃO
 

Acabei de saber que domingo,dia 13/12/2015 o Brasil vai parar. Mais uma vez,o povo ( cansado de falcatruas e mentiras ) vai se mobilizar contra o Reino dos Pinóquios lá de Brasília. O verde e amarelo vai se esparramar pelas cidades,ruas e avenidas do pais inteiro,e no caso de Sampa,muito provavelmente,na avenida Paulista. 
Não sou contra, ( muito pelo contrário ). Prefiro o pais parado em protesto,do que marchando para trás. O Problema é que minha netinha tem apresentação de dança,no teatro Gazeta,justo no dia treze ( dia da paralização geral )
Claro que eu já estou ansiosa e preocupada.Principalmente porque a noticia aguçou minha fobia por multidão. Mandei mensagem para minha filha, que não vou assistir o espetáculo no domingo.Quero ingresso para o sábado.O problema é que agora, todo mundo da familia quer ir no sábado.Ninguém quer saber de ir no espetáculo domingo.
Minha filha surtou no whats app,e com razão.
Uma pulguinha me diz que a escola de Artes e Danças,vai ter problema com papais e mamães dos alunos que deverão se apresentar dia treze.

                                                                                        Maat / 2015

 


Publicado por Maria da Penha Boselli em 05/12/2015 às 21h49
Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
04/12/2015 18h06
PRIVILÉGIO

                     Tempos de crise

Meu pais está em crise. Falta emprego,falta salário,falta vergonha na cara.Só não falta político safado,irresponsável,que se comporta tal qual bandido.
Com essa crise toda solta por aí,a gente fica até sem jeito de comprar um presentinho de natal ( seja para si mesma ou para outra pessoa ).
Saí com minha filha e me contentei com algumas blusinhas e vestidinhos da Porto Gallo. Tá bom demais. Antes porém, prometi a mim mesma fazer uma limpeza no guarda roupa ( como faço todo ano ) para doar blusas,roupas e sapatos.

Tudo que não tiver sido usado pelo tempo de um ano,vai sair do armário.
Não é hora de esbanjar,muito menos fazer ostentação. Devemos isso sim agradecer,pelo privilégio de estarmos vivos,com saúde e ( no meu caso ) recebendo aposentadoria.
Quanto a safadeza política,entrego nas mãos de Deus,principalmente quando estou orando.São espíritos decadentes em busca de evolução. Claro que não sou perfeita. Também estou tentando evoluir. Cada um no seu degráu.
Mas podemos fazer escolhas. Podemos optar por subir ou descer mais um degráu. Deus respeita o livre arbítrio da humanidade.

                                                                         Maat / 2015
 


Publicado por Maria da Penha Boselli em 04/12/2015 às 18h06
Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
01/12/2015 23h01
MACHUCADA

As vezes ficamos tão chateados,tão machucados emocionalmente,que fica difícil conseguir escrever alguma coisa.
Que bom seria se conseguíssemos passar um mata borrão ( sou desse tempo ) na alma e no coração,para que toda tristeza,decepção e mágoa fossem absorvidas por ele. Ficaríamos limpos de emoções mal qualificadas,plantadas justamente por quem deveria nos compreender e amar (tanto faz se filhos,marido,companheiros,ou amigos do peito).

                                                maat / 2015broken heartcrying

                                                                                                          
 


Publicado por Maria da Penha Boselli em 01/12/2015 às 23h01
 
01/12/2015 09h56
A VOLTA ( xixi com chuva )

( XIXI COM CHUVA )

Saí de Taquaritinga segunda feira,tipo sete da noite começando chover. Pegamos chuva forte e farta até Rio Claro,mas com pouco transito no asfalto. A gente nem pode reclamar...deixa chover. Sou mijona por natureza e fico mais sensível ainda quando viajo. Graças a Deus as estradas hoje tem varios postos de parada,e todos muito bem paramentados. Mas com chuva,a vontade de fazer xixi se multiplica. Minha sobrinha,que veio bebendo água a viagem inteira para curar ressaca de casamento,também estava necessitada de aliviar a bexiga. E assim viemos,dando varias paradas nos postos da estrada para uma mijadinha básica, e marcando território pelas rodovias que nem cachorrinho no poste.
A viagem foi ótima e de vez enquando eu fechava os olhos e descansava a cabeça no banco do carro,para escutar melhor as vozes,risos e gargalhadas que ainda se manifestavam como éco na minha mente. O reencontro com minhas amigas, ainda estava dentro de mim e talvez assim permaneça por anos,décadas e éons do tempo. Durante o percurso de volta para Sampa,rebobinei cada instante,cada momento vivido com o grupo nesse final de semana ; e constatei que o tempo é curto e passa rápido. Rápido demais.Cada dia é um presente e cada encontro um momento único e precioso que deve ser apreciado com a alma,a mente e o coração.

Sampa....voltei !... I’m here again.

                                                                                            Maat / 2015

                                       


Publicado por Maria da Penha Boselli em 01/12/2015 às 09h56
Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
29/11/2015 18h55
FIM DE SEMANA AGITADO

      EFEITO COLATERAL

O encontro com as amigas ( sexta ,sábado e domingo ) trouxe de volta para minha vida,uma agitação antiga,experimentada por todas nós na adolescência e mocidade. Em outros tempos,experimentávamos um turbilhão de emoções ( todos os dias,todos os fins de semana ) Caminhávamos a cidade inteira,saracotiando pra lá e pra cá…Fazíamos via sacra nas casas umas das outras…e ainda tinham os bailes,quermesses e festas que nunca faltavam (todo santo mês) Absorvíamos tudo numa boa.Tínhamos um fôlego físico e emocional impressionante.
Revivemos agora, em um único fim de semana,todas essas sensações do passado,num turbilhão de emoções que me deixou levemente exaurida,justamente por ter ultrapassado a linha dos
sessenta.

Estou aqui, ( feliz e extasiada  ) e rouca de tanto falar. Empanturrada de coisas boas tipo, pizza,doces,bolos,cafés,frutas,lanches,pates,bebidas, e empanturrada de lembranças felizes e boas recordações.

Ver de novo o rosto das minhas amigas não tem preço.
Agora…estou recolhida. Uma pausa,um intervalo silencioso e introspectivo, para que eu possa me curar dessa ressaca gratificante.
Quanto as minhas amigas não sei. Mas eu estou com a sensação de que essa cachoeira de alegria e êxtase ( vividas com tanta naturalidade no passado ) hoje me deixa levemente desvitalizada. Acho que está me faltando tutano,para absorver como a sessenta anos atrás,a agitação de emoções em turbilhão - que nesse final de semana- proporcionou a todas nós o resgate temporario de uma juventude que não volta mais.
                                                             maat /
2015


Publicado por Maria da Penha Boselli em 29/11/2015 às 18h55
Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.



Página 21 de 24 « 21 22 23 24 [«anterior] [próxima»]