EM ALGUM LUGAR DO PASSADO Houve um tempo em que eu acreditei que precisava de lantejoulas para brilhar. Mas o tempo (...

Publicado por Maria Da Penha Boselli em Quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019
Publicado por Boselli / cronicas/poesias/reflexões em Quarta-feira, 24 de abril de 2019
Meu Diário
19/10/2016 15h41
COALHADA

  
Ha seculos eu não fazia coalhada.Os filhos crescem ficam cheios de mania,regimes,e a gente deixa de lado os doces,bolachinhas,bolos e - no meu caso- também a coalhada .
Porém,minha netinha cresceu e gosta muito de coalhada e pudim de leite condensado.


Essa semana estive na casa de minha filha e arrisquei fazer coalhada com leite de caixa mesmo ( heresia para mim e minha falecida mãe ) pois que só usávamos leite de saquinho,ou fresco comprado na padaria.
Fiquei feliz pelo resultado. Guardei a coalhada dentro do forninho elétrico para descanso e no dia seguinte ela estava durinha...no ponto.

Minha neta se fartou de coalhada.Lambisquei um pouco e matei a saudade.A prática não estava perdida.
Bom saber que leite de caixa também dá boa coalhada.
Já o pudim de leite condensado fica para minha próxima visita.

Um dom de cada vez...

                                                                             

                                                            PenhaBoselli* / Maat 2016


Publicado por Maria da Penha Boselli em 19/10/2016 às 15h41
Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
19/10/2016 15h36
PONDERAÇÃO

Aluguei uma casa bem antiga no interior,na cidade onde nasci.É muro com muro na casa de minha falecida mãe ( hoje minha irmã solteira mora nela ). As coisas fluiram de uma maneira tão rápida que em dez dias eu fechei contrato com a imobiliaria,levei os moveis que precisava e arrumei tudo ( até o jardim ) além da parte elétrica,hidráulica e teto . Fiquei por lá quase um mes,longe de Sampa,dos filhos e netos.
Foram dias longos e calmos.Depois de décadas,eu retomava minha vida só para mim.Deveria ter ficado feliz mas não fiquei. Comecei a me sentir incomodada com o fato de gastar o dia todo só comigo,cozinhar só para mim,arrumar a casa só para mim...Passar horas a toa ( lendo jornal,vendo tv,arrumando armários,comprando comida,tudo só para mim) Senti que a vida estava ficando chata,meio que sem sentido. A necessidade de compartilhar meus dias,minha rotina e atividades com filhos e netos bateu forte no peito.Não vejo sentido em viver só para mim.
Depois de um mes peguei minha bolsa,comprei passagem pra Sampa,montei  no busão e vim embora. E assim é !
                                                                                PenhaBoselli / Maat 2016


Publicado por Maria da Penha Boselli em 19/10/2016 às 15h36
Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
31/08/2016 21h16
CHUVA ABENÇOADA

Finalmente a chuva veio.Já estava cansada de acordar  altas horas da noite com o nariz seco pedindo água ( ou soro fisiológico) Mãe Terra se compadeceu e deixou cair bastante água do céu.O clima ficou mais fresco e a noite aconchegante para dormir.

Taquaritinga está com as ruas lavadas e o ar limpinho. Eu estou mais aliviada e feliz.

Boa Noite.....................................................TAQUARITINGA/ 2016

 


Publicado por Maria da Penha Boselli em 31/08/2016 às 21h16
Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
14/08/2016 13h26
NA PAZ

Nada como estar em paz.
Assisto o jogo desprovida de qualquer emoção,com a frieza de uma estátua egípcia,como aquelas encontradas nas pirâmides e palácios em ruínas.
A torcida grita,o juiz apita e os comentaristas falam sem parar,às vezes indignados com a violência do jogo.
Nada me atinge.Permaneço envolta em uma espessa nuvem de paz que me isola de qualquer reação : um sorriso,sobrancelhas arqueadas,olhos arregalados,boca escancarada,testa franzida em sinal de preocupação...nem a violência do time adversário me abala ou provoca algum estímulo.
Assistir jogo assim é como estar imune ás vibrações coletivas do mundo lá fora.Estou blindada.Estou em paz.


                                                                           Maat / SAMPA / 2016


Publicado por Maria da Penha Boselli em 14/08/2016 às 13h26
Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
01/07/2016 16h43
MENSAGEM INESPERADA

    MENSAGEM INESPERADA

Eu me programei para almoçar com minha filha e netos,arrumar cozinha e fazer a frasqueira. Partiria para Taquaritinga a noitinha aproveitando uma carona do ex cunhado para passar o fim de semana com minha irmã. Já tinha até avisado ela pelo face (in box).

Lá pras tanta no almoço,o zapp pipocou uma mensagem:
“estou indo pra Taquaritinga já porque preciso entrar em Araraquara. Se voce estiver pronta passo aí e te pego..
“..................................assinado ....ex cunhado. Legalzão né ? Desejei boa viagem e mandei ir com DEUS em mensagem respondida com educação fingida,enquanto minha cabeça praguejava inumeros e diversificados palavrões. Em segundos,um cunhado ex,atravéz de uma mensagem inesperada,mudou minha programação,minha expectativa e meu fim de semana.O que era pra ser não foi : ex viagem,ex Taquaritinga,ex carona e ( claro )  ex cunhado. Só podia. angry
                                                             Maat / Sampa 01/07/2016


Publicado por Maria da Penha Boselli em 01/07/2016 às 16h43
Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.



Página 5 de 26 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [«anterior] [próxima»]