CONCORRÊNCIA virei pra cá virei pra lá... subi o mouse pela tela do mac e depois desci rolei a página,selecionei...

Publicado por Cronicas/poesias/reflexões em Sábado, 12 de janeiro de 2019

EM ALGUM LUGAR DO PASSADO Houve um tempo em que eu acreditei que precisava de lantejoulas para brilhar. Mas o tempo (...

Publicado por Maria Da Penha Boselli em Quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019
Textos


INCOERÊNCIA

A política do Brasil que já é em si um grande carnaval,agora foi levada até o sambódromo do carnaval. Essa mistura não cola. Não dá liga porque é superficial,desprovida de compromisso com a verdade que prega.As escolas que desfilam no sambódromo manifestam criticas a personagens históricos,crenças religiosas,ideologias,podridão política,sustentabilidade ( apogeu a Amazonia ) ...oi ? To babando no "miau "?
Posso jurar que vi um monte de belos corpos purpurinados,exibindo fartas penas de aves,inclusive de pássaros raros como a exótica "ave do paraíso " / belíssima e rara de se manter em cativeiros. Então pergunto....Como pode uma comunidade carnavalesca defender tantos ideais éticos,históricos,políticos,teológiocos,teatralizando a luta do bem contra o mal ( Jesus x Satanás ) e alimentar o sádico comércio de penas e plumas que são obtidas com a depena de centenas e centenas de aves a sangue frio, com o único objetivo de satisfazer o ego vaidoso da disputa na passarela?
Alguma coisa não bate. A ética,a bondade,a sustentabilidade,a verdade,o respeito a vida,não pode ficar limitado ao tamanho do sambódromo. Chegou no fim da avenida acabou e pronto.Passa a borracha e esquece tudo. Nà...nã....nã !
É muita disparidade e incoerência,falar das belezas da amazonia,da natureza pródiga e do verde das matas,utilizando nas pomposas fantasias penas de aves torturadas. Aonde fica a compaixão ?
Me indignei ! Pronto falei !
Enquanto o ego humano brilha na avenida,e coleciona prêmios,as aves depenadas permanecem ardendo em dor pelo suplício a que são submetidas. Não concordo,não bato palmas e não elogio. Tá mais que na hora dessa "infantilidade humana "acabar.
O discurso temático das escolas fica oco,desprovido de verdade e vazio / porque prega uma coisa e faz outra.Assim como fazem os políticos. É o carnaval imitando a vida real.
É o carnaval na política e a política no carnaval.A platéia que aplaudiu com tanta veemência as verdades éticas,morais teológicas,históricas e políticas que passaram na avenida,também se mostrou incoerente,descompromissada e vergonhosa : basta ver a imundície do chão e das arquibancadas após o término dos desfiles.Aplaudem verdades e praticam insanidades.
Pronto falei !

Maria da Penha Boselli* / 2019
Maria da Penha Boselli
Enviado por Maria da Penha Boselli em 08/03/2019
Alterado em 08/03/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários