Publicado por Boselli / cronicas/poesias/reflexões em Quarta-feira, 24 de abril de 2019
Textos


Tu me estressas,me cativas,me seduz. Sou uma paulistana financeiramente dura pra cacete. Nunca tenho grana pra curtir o que a cidade tem de melhor. Nào vou em teatro,cinema,e restaurantes caros. Nào tenho dim dim pra shows,baladas e grandes compras. Shopping...só pra ver virines,e ói lá. Em shopping,nào compro nem churros. E vou raríssimas vezes,porque já cansei de passar mal com chiliques,taquicardia e claustrofobia.A luminosidade das vitrines e lojas me estressa por demais. Odeio o trânsito de Sào Paulo. Me causa ansiedade,me deixa mal humorada e me lembra a primeira crise de pânico que tive embaixo de um viaduto num sábado a noite. Frequento supermercados após as 21:00 ou durante horarios de novela (que é mais vazio ) pra nào me sentir sufocada. Mesmo assim,insisto em voltar para Sampa. Não dirijo mais sózinha em grandes avenidas,de um bairro a outro,mas insisto em voltar para Sampa. Não gosto de ficar sózinha a noite no meu apartamento ( e não fico ) mesmo assim volto para Sampa. Meu relacionamento com essa cidade, é um sentimento de amor e ódio.Tesão pela cidade, misturado com fortes doses de masoquismo psicológico e emocional. Não conheço todos os teatro,mas conheço todas as farmacias homeopáticas. Não conheço todos os shoppings,mas conheço quase todos os espaços holísticos.Não conheço muitos restaurantes,mas conheço as igrejas mais importantes de cada bairro. Sampa...porque insisto em voce ? Voce me desequilibra,me tira do sério, mas eu insisto em voltar para voce. Quando estou com voce,penso em Taquaritinga. Quando estou em Taquaritinga,penso em voce. Dualidade perigosa,que pode me jogar nos braços de uma terceira cidade. Quem sabe ? Quem viver,verá. 

                                                                          Maat / 2015
Maria da Penha Boselli
Enviado por Maria da Penha Boselli em 05/12/2015
Alterado em 05/12/2015
Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários