Publicado por Boselli / cronicas/poesias/reflexões em Quarta-feira, 24 de abril de 2019
Textos


TRAVESSIA

As aguas são profundas,mas na superfície tem luz.A escuridão está abaixo de mim,nada temo porque a luz me cerca por todos os lados.
Sei que a travessia é solitária,mas também sei aonde tenho que ir e aonde devo chegar.
As estrelas do céu,refletidas na água do lago,me colocam no centro de uma constelação cintilante. Existe melhor companhia,que a das estrelas,quando caminhamos só ? Pois se elas estão conosco ( ou comigo ) então todo o universo também está. O caminho que as estrelas mostram,nem sempre é reconhecido,principalmente por aqueles que se distraem durante o percurso. É preciso ter olhos para ver e ouvidos para ouvir. Sim ! Porque as aguas sussurram segredos antigos e as estrelas nos trazem memoria akashica.
Nado tranquilamente,porque as aguas me reconhecem e eu as reconheço. Sigo em frente banhada em luz,e ciente que cada movimento,cada pequeno avanço está em consonancia com as coisas do céu e da terra.A travessia será tranquila. Não há o que temer.

                                                                                  
                                                                                         MAAT / 2015
Maria da Penha Boselli
Enviado por Maria da Penha Boselli em 07/12/2015
Alterado em 07/12/2015
Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários