Publicado por Boselli / cronicas/poesias/reflexões em Quarta-feira, 24 de abril de 2019
Textos



POESIA E LOUÇA SUJA

Detesto arrumar a cozinha
mas não tem jeito não
as panelas vão amontoando
da pia até o chão

Se não lavar tudo logo
a louça vai acumulando
do almoço,do lanche e da janta
parindo e se multiplicando

Eu contemplo a louça suja
transbordando dentro da pia
enquanto esfrego a esponja
mentalizo algumas poesias

Penso nos meus pecados
e lavo a louça que me redime
ciente de que sou poeta
e fazer poesia é um ato sublime


                        Maat* / 2017
Maria da Penha Boselli
Enviado por Maria da Penha Boselli em 15/04/2017
Alterado em 15/04/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários